Senado critica relatório da CIA sobre as armas de Saddam

O Comitê de Inteligência do Senado dos Estados Unidos está preparando um relatório criticando duramente a informação da CIA que foi usada para justificar a guerra no Iraque, publicou nesta sexta-feira o jornal The Washington Post.Numa audiência hoje do comitê, o porta-voz da CIA, Bill Harlow, disse que "é difícil entender como o comitê (do Senado) pode chegar a qualquer conclusão", já que estão "nas fases preliminares" os esforços do chefe da busca por armas de destruição de massa no Iraque, David Kay. Até agora, seis meses depois do fim dos grandes combates, tais armas não foram encontradas.Segundo o jornal, o presidente do comitê, Pat Roberts, considerou alguns trabalhos da inteligência "malfeitos" e disse que "o executivo foi mal servido pela comunidade de inteligência". "Preocupo-me com a credibilidade da comunidade de inteligência", afirmou ao diário. Democratas pressionam por um inquérito mais amplo a fim de saber se o governo exagerou intencionalmente a ameaça de Saddam a fim de fazer a guerra.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.