Senado dominicano aprova resolução de apoio a Maduro

O Senado dominicano entregou nesta terça-feira na embaixada venezuelana na capital, Santo Domingo, uma resolução de apoio ao presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, por seu "gesto democrata" ao impulsionar um diálogo de paz em busca de soluções para os protestos que atingem a Venezuela desde fevereiro e que já causaram mais de 40 mortes.

AE, Agência Estado

06 Maio 2014 | 17h08

"Qualquer manifestação de protesto ou inconformismo de qualquer setor social deve ser gerenciada pelos procedimentos democráticos", indicou o senador Adriano Sánchez Roa, ao ler a resolução que uma comissão do Senado levou ao embaixador Alberto Castelar para que seja enviada ao presidente Maduro. Ele salientou que, na Venezuela, "existe um sistema de governo democrático, eleito livremente pelo povo."

A comissão, integrada por cinco legisladores, entregou a Castelar um pergaminho com a resolução aprovada por unanimidade pelo plenário da Câmara Alta, dominada pelo governista Partido de la Liberación Dominicana, e assinada pelo presidente do Senado. Com o gesto, os legisladores dizem apostar "na paz e nas instituições democráticas da Venezuela", disse o senador José Rafael Vargas, um dos autores da resolução.

A República Dominicana, que não tem campos petrolíferos, se beneficia desde 2005 do acordo Petrocaribe, por meio do qual importa 50 mil barris de petróleo por dia da Venezuela por empréstimos em condições favoráveis, pagos com produtos têxteis e alimentícios, como feijão e frango. Além do petróleo importado sob as condições da Petrocaribe, a República Dominicana compra da Venezuela mais 75 mil barris de petróleo por dia. A empresa estatal venezuelana PDVSA possui 49% da Refinaria de Petróleo Dominicana. Fonte: Associated Press.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.