Christopher Gregory/The New York Times
Christopher Gregory/The New York Times

Senado dos EUA abre sessão sobre leis de imigração

Barack Obama usou o discurso sobre o Estado da União um dia antes para pedir reformas

AE, Agência Estado

13 de fevereiro de 2013 | 13h40

WASHINGTON - O presidente da Comissão de Justiça do Senado dos Estados Unidos, Patrick Leahy, declarou nesta quarta-feira, 13, que é chegado o momento de aprovar uma nova e mais abrangente lei de imigração no país, abrindo inclusive a possibilidade de naturalização dos cerca de 11 milhões de imigrantes ilegais que hoje vivem em território norte-americano.

Leahy, do Partido Democrata, fez o comentário na abertura da primeira audiência do Senado dos EUA sobre imigração em 2013. A sessão ocorre apenas algumas horas depois de o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, ter aproveitado seu discurso sobre o Estado da União para pedir uma reforma das leis de imigração.

As emoções acirradas em relação ao tema ficaram claras logo na abertura da audiência. A primeira pessoa a depor foi a secretária de segurança interna dos EUA, Janet Napolitano. Seu depoimento foi interrompido por manifestantes logo no início.

Os manifestantes, que exigiam o fim das deportações de estrangeiros em situação ilegal nos EUA, foram retirados do recinto. Em seu depoimento, Napolitano assegurou que as fronteiras norte-americanas nunca estiveram tão seguras.

As informações são da Associated Press

Tudo o que sabemos sobre:
EUABarack Obamareforma da imigração

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.