Sergey Ponomarev/AP
Sergey Ponomarev/AP

Senado dos EUA adia votação sobre ação na Líbia

Para republicanos, cuidar da dívida dos EUA é mais importante que resolução sem impacto prático

AE, Agência Estado

05 de julho de 2011 | 20h58

WASHINGTON - Os líderes democratas do Senado norte-americano desistiram do projeto de votar, nesta terça-feira, 5, uma autorização para operações militares contra a Líbia.

 

Os republicanos insistem que eles devem se concentrar nos gastos do governo e no limite da dívida dos Estados Unidos.

 

Poucas horas antes da votação, o líder da maioria no Senado, o democrata Harry Reid, anunciou a mudança de planos, deixando o destino da resolução em dúvida.

 

Um a um, os senadores republicanos no plenário afirmaram que se oporiam a qualquer esforço para avançar com as operações militares sobre a Líbia, argumentando que cuidar da questão da dívida era muito mais importante do que trabalhar numa resolução que não terá impacto prático.

 

O Senado já cancelou o recesso desta semana para cuidar da questão das finanças do governo.

 

As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
EUASenadoLíbia

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.