Senado dos EUA aprova data para retirada do Iraque

Em um claro desafio a uma ameaça de veto do presidente George W. Bush, o Senado dos Estados Unidos impediu nesta terça-feira, 27, que uma medida que pede a retirada das forças militares do Iraque até março do próximo ano fosse retirada de um projeto de lei em tramitação na Casa.Com uma votação de 50 a 48 e debates acalorados, a Casa - atualmente dominada pela oposição democrata - barrou uma emenda que tiraria do projeto que prevê US$ 121,6 bilhões para a guerra a data fixada em 31 de março de 2008 para retirada das tropas.O projeto de lei deverá ser votado pelo plenário entre quarta e quinta-feira desta semana.Bush, entretanto, já havia prometido vetar qualquer legislação com datas ou prazos para retirada das tropas do Iraque, incluindo a medida aprovada pela Câmara dos Deputados na sexta-feira, 23."Essa guerra não vale o derramamento de mais nenhuma gota do sangue americano", disse o senador democrata Harry Reid, líder da maioria.A votação do Senado acontece quatro dias depois de a Câmara dos Deputados ter aprovado a data de 1º de setembro de 2008 como prazo final para a retirada das tropas do Iraque.Pelo projeto de lei aprovado no Senado, que ainda será debatido, os EUA começariam a retirada das tropas neste ano com o objetivo, e não a obrigação, de concluir o processo até 31 de março de 2008.A votação desta terça-feira no Senado marca um progresso para os democratas, que falharam recentemente em aprovar uma resolução para a retirada das tropas.

Agencia Estado,

27 de março de 2007 | 20h32

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.