Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Senado dos EUA aprova meta de retirada de tropas do Iraque

O Senado dos Estados Unidos desafiou nesta quinta-feira, 29, o presidente George W. Bush ao aprovar um projeto de fundos para guerra que estabelece a meta para retirar todas os soldados de combate americanos do Iraque dentro de um ano. Por uma votação de 51 a 47, o Senado aprovou o projeto que Bush já prometeu vetar. A determinação requer que o presidente comece a retirada das tropas dentro de quatro meses e tente finalizá-la até 31 de março de 2008. A iniciativa foi agregada a um projeto de 121,7 bilhões de dólares para financiar a maior parte das guerras do Iraque e do Afeganistão neste ano. A Câmara dos Deputados aprovou o projeto na semana passada estabelecendo um prazo final obrigatório para a retirada em 1o de setembro de 2008. As duas Casas tentarão encontrar juntas um acordo antes de enviar o projeto para Bush no mês que vem. A Câmara e o Senado esperam negociar uma carta de intenções até a semana de 16 de abril e aprovar esse compromisso na semana seguinte. O líder republicano no Senado, Mitch McConnell, que se opõe à imposição de prazos para a saída das tropas de combate americanas do Iraque, pediu aos negociadores para que trabalhem rapidamente de forma que o Congresso leve isso ao presidente para "o inevitável veto". Se isso ocorrer, os democratas não devem ter o apoio de dois terços na Câmara e no Senado para derrubar o veto. Como resultado, o Congresso rapidamente teria de vir com uma nova lei sobre gastos de guerra, com os democratas apostando alto sobre a possibilidade de Bush enviar outra lei com as condições para a permanência das tropas no Iraque.

Agencia Estado,

29 de março de 2007 | 13h25

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.