Manuel Balce Ceneta/AP/Arquivo
Manuel Balce Ceneta/AP/Arquivo

Senado dos EUA aprova Panetta como secretário de Defesa

Nomeação foi unânime; agenda do novo chefe do Pentágono inclui retirada de tropas do Iraque e do Afeganistão

estadão.com.br,

21 de junho de 2011 | 18h02

WASHINGTON - O Senado dos Estados Unidos aprovou nesta terça-feira, 21, a nomeação de Leon Panetta como secretáro de Defesa. A aprovação foi unânime, segundo a AP.

 

O ex-diretor da Agência Central de Inteligência (CIA) dos EUA assumirá no lugar de Robert Gates, que deixa o cargo ao se aposentar no dia 30, depois de quatro anos à frente do Pentágono. Gates chefiou o Departamento de Defesa nas administrações de George W. Bush e do atual presidente Barack Obama.

 

Agenda lotada

 

Antes de assumir a CIA, Panetta foi congressista pela Califórnia, liderou a Comissão de Orçamento e foi diretor do Escritório de Administração e Orçamento. Ele também foi chefe do Estado maior na administração do ex-presidente Bill Clinton.

 

Panetta assume o Pentágono com uma agenda lotada. Ele precisará supervisionar a retirada das tropas dos EUA do Iraque e do Afeganistão - cujos detalhes Obama anunciará na quarta-feira. Além disso, vai ter que lidar com o conflito na Líbia, cortes de orçamento e a implementação da nova lei que permitirá a gays servir abertamente no Exército americano.

 

Com AP e Reuters

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.