Senado dos EUA aprova resolução contra Irã

O Senado dos Estados Unidos aprovou uma resolução que reafirma os esforços do país para impedir que o Irã desenvolva uma arma nuclear e deixou claro que a contenção de um Irã capaz de produzir armamentos não é uma opção. Por 90 votos favoráveis e um contrário, o Senado aprovou uma medida não vinculativa que afirma especificamente que isso não deve ser interpretada como uma autorização para o uso de força militar ou uma declaração de guerra.

AE, Agência Estado

22 de setembro de 2012 | 12h37

A aprovação da resolução ocorre após o primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, pressionar os EUA a esclarecerem o que provocaria uma ação militar do país contra as unidades nucleares do Irã.

A decisão ocorreu nas últimas horas antes do Congresso fechar para um recesso de uma semana. A medida foi introduzida meses atrás pelo senador republicano Lindsey Graham, o senador democrata Bob Casey e o senador independente Joe Lieberman. Ela endossa a contínua pressão econômica e diplomática sobre o Irã até que o país concorde em suspender seu programa de enriquecimento de urânio, em conformidade com as resoluções do Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas (ONU), e em cooperar com os inspetores internacionais. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
IrãarmasnuclearEUASenadoIsrael

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.