AP Photo/J. Scott Applewhite, File
AP Photo/J. Scott Applewhite, File

Senado dos EUA aprova Ryan Zinke como novo secretário de Interior

Ex-legislador republicano teve 68 votos favoráveis - incluindo o do democrata Tim Kaine, companheiro de chapa de Hillary Clinton - e 31 contrários

O Estado de S. Paulo

01 de março de 2017 | 15h31

WASHINGTON - O Senado dos EUA aprovou nesta quarta-feira, 1, Ryan Zinke, ex-legislador republicano e ex-membro do corpo de elite da Marinha, como novo secretário de Interior. Na votação, Zinke obteve 68 respaldos e 31 votos contrários.

A indicação de Zinke não tinha gerado tanta rejeição como a de outros designados pelo presidente americano, Donald Trump, por parte da oposição democrata. No total, 17 senadores democratas votaram a favor de Zinke, incluindo o senador pela Virgínia e ex-candidato vice-presidencial democrata Tim Kaine.

O Departamento de Interior é o encarregado de cuidar de terrenos federais e parques nacionais, a maior parte no oeste de EUA, assim como pelas reservas indígenas. Durante suas audiências de confirmação, Zinke reconheceu a evidência da mudança climática, mas mostrou suas dúvidas com relação à responsabilidade da atividade humana.

Além disso, Zinke defendeu um "uso múltiplo" das terras federais que permita combinar o desfrute recreativo com a exploração mineira e energética. "Sou um caçador, sou um pescador. Mas o uso múltiplo significa sustentabilidade. Isso significa que não tem por que haver conflito se houver recreação e mineração", indicou perante os senadores.

A presidente do Comitê de Energia do Senado, a republicana pelo Alasca Lisa Murkowski, qualificou a designação de Zinke como "excelente" e destacou a paixão do novo secretário de Interior pela caça e a pesca. "Nasceu no Oeste. Vive no Oeste. Entende tudo sobre a área e sobre sua gente", ressaltou Murkowski em comunicado.

Após deixar as Forças Armadas, Zinke desenvolveu uma carreira política primeiro como senador de Montana em 2008, um dos Estados com menor densidade de população dos EUA, e depois como o representante do único distrito do Estado. / EFE

Tudo o que sabemos sobre:
MarinhaDonald TrumpEUA

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.