Senado dos EUA condecora Blair por seu apoio à guerra

O Senado dos EUA reconheceu o apoio de Tony Blair à guerra contra o Iraque ao aprovar a entrega da Medalha de Ouro do Congresso ao primeiro-ministro britânico. Blair foi um dos poucos líderes mundiais favoráveis ao conflito, apesar das críticas dentro de seu próprio partido, o Trabalhista, e da oposição da maioria dos britânicos.O texto, aprovado por aclamação, diz que Blair "claramente demonstrou, durante um tempo difícil e histórico para nossos dois países, ser um aliado leal dos Estados Unidos da América". A Medalha de Ouro do Congresso traduz o apreço nacional por atos ou contribuições, tanto por parte de americanos como de estrangeiros. Entre os laureados recentes estão Ronald e Nancy Reagan e o papa João Paulo II.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.