Senado dos EUA rejeita plano para retirada do Iraque

O Senado dos Estados Unidos rejeitou nesta quinta-feira uma proposta da oposição democrata que previa a retirada total das tropas americanas do Iraque até março de 2008.O plano, que pedia o início da retirada dos soldados dentro dos próximos 120 dias, recebeu 50 votos contra e 48 a favor, 12 abaixo do necessário para ser aprovada."Isso é um processo. Passo a passo, estamos nos mexendo para trazer nossos soldados, marinheiros e fuzileiros navais de volta do Iraque", disse Harry Reid, líder dos democratas no Senado, à agência de notícias Reuters.Também nesta quinta-feira, um comitê da Câmara dos Representantes dos Estados Unidos aprovou um projeto de lei que prevê a retirada das tropas americanas do Iraque até 1° de setembro de 2008.A proposta, que pode ser discutida no plenário da casa já na semana que vem, recebeu 36 votos a favor e 28 contra. Ela prevê um investimento adicional de US$ 95,5 bilhões nas operações americanas no Afeganistão e no Iraque. Por outro lado, o projeto também estabelece restrições para a continuidade das operações militares americanas no Iraque nos próximos 18 meses.O representante republicano CW Bill Young disse à agência de notícias Associated Press que "ninguém" quer ver o retorno das tropas americanas do Iraque mais que ele. "Mas nós não podemos entregar o Iraque à Al-Qaeda", completou ao justificar a rejeição à proposta democrata.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.