Senado dos EUA vota proposta de retirada militar do Iraque

O Senado dos Estados Unidos vota nesta quinta-feira, 26, a retirada militar do Iraque a partir de outubro. A proposta foi aprovada na quarta-feira pela Câmara de Representantes, em um confronto com o presidente George W. Bush, que ameaça vetar a decisão do Congresso.A retirada dos cerca de 150 mil soldados americanos do Iraque, com previsão de término para março do próximo ano, é a principal medida do projeto de lei. Ele também aloca US$ 124 bilhões para financiar as operações.O chefe das forças dos EUA no Iraque, general David Petraeus, avisou que uma retirada afundará o Iraque no caos. Já a porta-voz da Casa Branca, Dana Perino, qualificou de "decepcionante" o resultado da votação. "A Câmara votou pelo fracasso no Iraque, e o presidente vetará o projeto", antecipou.Em caso de veto presidencial, o Congresso teria que formular um novo projeto de alocação de fundos para as operações militares. Os recursos atuais, segundo fontes do Pentágono, podem se esgotar em junho ou julho deste ano.Fontes legislativas afirmam que a medida deve ser aprovada por uma estreita margem no Senado, sendo enviada depois para a promulgação do presidente Bush.A única forma de superar o provável veto presidencial seria reunindo mais de dois terços dos votos no Congresso. Mas, segundo legisladores democratas e republicanos, a possibilidade é virtualmente inexistente.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.