Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Senado fecha acordo contra plano de Bush para o Iraque

Ganha força no Senado uma moção de condenação à nova estratégia do presidente dos Estados Unidos, George W. Bush, para o Iraque. Dois senadores, um republicano e um democrata, apresentaram textos condenando os planos mas, após discussão, chegaram a um acordo e vão apresentar apenas um pedido na casa, o que aumenta as chances de obter 60 votos e aprovar a medida, que deixaria a Casa Branca em uma situação ainda mais embaraçosa.O republicano John Warner e o democrata Carl Levin condenavam a proposta de Bush de enviar mais 21,5 mil soldados americanos ao Iraque. Mas, o texto do senador republicano era mais suave, o que poderia atrair mais a simpatia dos republicanos contrário à nova política da Casa Branca.O acordo formado pelos integrantes dos dois partidos aumenta as possibilidades de emplacar a resolução, alcançando 60 votos entre os senadores. Ao mesmo passo em que a nova resolução expressa a discordância por parte do Senado, os fundos para a manutenção dos soldados no Iraque não serão afetados pela medida.A possibilidade de negar esses fundos é uma prerrogativa do Congresso, de maioria democrata. Havia especulações de que o partido de oposição poderia rejeitar os fundos como medida de pressão sobre o governo. A Casa Branca fez vários apelos ao Congresso para apoiar a nova estratégia de Bush no Iraque.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.