Senado francês aprova elevação da idade para aposentadoria

Reforma, que tem gerado protestos em todo o país, foi aprovada por 177 votos a 153 e nove abstenções.

BBC Brasil, BBC

22 de outubro de 2010 | 16h54

Sindicatos já convocaram novas paralisações para o fim deste mês

O Senado francês aprovou nesta sexta-feira o polêmico plano do governo que prevê a elevação da idade mínima para a aposentadoria de 60 para 62 anos.

A medida foi aprovada por 177 votos a favor, 153 contrários e nove abstenções.

Há mais de uma semana, a França tem sido afetada por uma onda de greves, protestos e piquetes contra a mudança.

Os manifestantes são contrários ao aumento da idade mínima para aposentadoria e à ampliação da idade para ter direito à aposentadoria integral, que passaria de 65 para 67 anos no caso dos trabalhadores que não atingiram o tempo de contribuição exigido (40,5 anos).

O presidente Nicolas Sarkozy, porém, afirma que as medidas são essenciais para reduzir o déficit público francês.

Mais protestos

O governo espera que, com o fim da votação, as manifestações país afora percam força.

No entanto, os sindicatos convocaram na última quinta-feira dois novos dias de greves, em 28 de outubro e 6 de novembro, após o período de férias escolares que começa neste fim de semana.

Na manhã desta sexta-feira, a tropa de choque da polícia desbloqueou a refinaria de Grandpuits, nos arredores de Paris, uma filial do grupo Total. Houve tumulto e três manifestantes ficaram feridos.

O secretário de Segurança Pública da região ordenou por decreto que funcionários em greve na refinaria retornassem ao trabalho. O sindicato CGT denunciou o que chamou de "entrave ao direito constitucional de greve".BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.