Senado uruguaio pede que EUA evitem guerra

O Senado uruguaio aprovou por unanimidade uma "Declaração sobre a Paz Mundial", na qual assinala que a "solução pacífica das controvérsias é o caminho a percorrer para evitar qualquer conflito bélico" entre os EUA e o Iraque. A declaração, aprovada na quarta-feira à noite pelos 28 senadores presentes, acrescentou que "no âmbito institucional, o Conselho de Segurança das Nações Unidas é o órgão legítimo para utilizar a força, em conformidade com a Carta das Nações Unidas, devendo-se (por isso) levar ao extremo as ações diplomáticas para o efetivo desarmamento do Iraque". Sustenta que o apoio à paz e aos direitos humanos "exige um esforço permanente para erradicar as tiranias, a injustiça social, a violência terrorista e, de modo particular, a proliferação de armas nucleares e de destruição em massa". Os senadores consideram conveniente "propiciar um acordo entre os governos da América Latina para impulsionar esses critérios nas Nações Unidas" e a "verificação do desarmamento por uma força internacional de paz sob as ordens do Conselho de Segurança".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.