Senador da Pensilvânia apóia campanha de Obama

O senador norte-americano Bob Caseymanifestou apoio à campanha de Barack Obama à presidência edeve aparecer ao lado dele ainda na sexta-feira em um evento emseu Estado, a Pensilvânia, que realiza eleições primárias nopróximo dia 22. Casey também deve passar seis dias fazendo campanha deônibus ao lado de Obama pelo Estado, começando por Pittsburgh,segundo assessores. O apoio de um político do Estado pode ajudar acredibilidade do candidato na região junto a partes específicasdo eleitorado, embora o impacto no resultado geral não seja tãoevidente. "O apoio é algo surpreendente", admitiu em nota DanPfeiffer, vice-diretor de comunicações da campanha de Obama."Casey estava determinado a permanecer neutro até a primária de22 de abril. Ele disse que desejava ajudar a unificar opartido." "Os estrategistas de Obama esperam que Casey possa ajudarseu candidato a fazer incursões junto a homens brancos daclasse operária, que costumam ser chamados de 'democratas deCasey,"' disse Pfeffer, acrescentando que esse grupo é liberalem questões econômicas, apóia o direito ao porte de armas e écontra o aborto --posições muitas vezes associadas ao PartidoRepublicano. A campanha de Obama gastou 1,6 milhão de dólares emanúncios de TV no Estado na última semana, segundo a nota dePfeffer. A senadora Hillary Clinton lidera as pesquisas naPensilvânia, onde tem o apoio do governador Ed Rendell e deoutros políticos influentes. Na contagem nacional de delegados para a convenção deagosto, porém, Obama está à frente, com uma vantagem de mais decem delegados conquistados em primárias e "caucuses" desdejaneiro. Nenhum dos dois, porém, está perto dos 2.024 delegadosnecessários para conseguir a indicação. O candidato do partido enfrentará o republicano John McCainna eleição presidencial de 4 de novembro.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.