Senador diz que ofensiva dos EUA era aguardada

O presidente da Comissão de Relações Exteriores do Senado, Jefferson Péres (PDT-AM), disse há pouco esperar que os ataques dos Estados Unidos contra o Afeganistão sejam "pontuais", contra alvos militares que protegem Osama bin Laden, mas que poupem a população civil. Segundo Péres, a ofensiva norte-americana era aguardada desde que foram divulgadas "supostas provas" sobre a participação de bin Laden nos ataques terroristas em Nova York e em Washington. "O mundo inteiro temia que essa a ação ocorresse de forma precipitada, sem elementos de prova", afirmou o senador. O fato da ofensiva ter demorado quase um mês, na sua avaliação, deve favorecer o apoio internacional aos Estados Unidos. "O regime Taleban se colocou à margem da comunidade internacional ao apoiar um terrorista perigoso, como Bin Laden", disse. Jefferson Péres lembrou que o ministro das Relações Exteriores, Celso Lafer, prometeu encaminhar à Comissão de Relações Exteriores as provas recebidas do governo norte-americano contra os terroristas ligados a Bin Laden. A promessa foi feita na quarta-feira passada, quando Lafer falou no Senado sobre a posição do Brasil nesse conflito. Como, até agora, o Itamaraty não se manifestou sobre o assunto, Péres disse que a comissão vai pedir oficialmente ao chanceler que envie os documentos prometidos.

Agencia Estado,

07 Outubro 2001 | 16h19

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.