Senador dos EUA aparece em lista de proibidos de voar

A Comissão de Justiça do Senado americano ouviu os problemas que o senador Edward Kennedy, que faz oposição ao governo Bush, teve com as listas de pessoas proibidas de tomar aviões, elaboradas para impedir fugas de criminosos e atentados terroristas. Kennedy quase foi impedido de embarcar porque, por um engano, seu nome constava da lista da U.S. Airways. Ele conseguiu tomar o avião, da capital, Washington, para Boston, mas na viagem de volta teve o mesmo problema. Segundo Kennedy, foram necessários três telefonemas para o secretário de Segurança Interna dos EUA, Tom Ridge, para que seu nome deixasse a lista de uma vez por todas. O processo, disse o senador, levou várias semanas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.