Senador Reid se desculpa por comentários sobre Obama

O líder do Partido Democrata no Senado dos EUA, Harry Reid, desculpou-se neste sábado por comentários realizados durante a campanha presidencial de Barack Obama em 2008. Na ocasião, ele descreveu o atual presidente do país, do mesmo partido, como um homem "de pele clara" e que não possuía um "dialeto negro", segundo o livro "Game Change", que deve ser publicado na segunda-feira, 11 de janeiro.Obama é o primeiro presidente negro dos EUA.

AE-AP, Agencia Estado

09 de janeiro de 2010 | 19h43

"Lamento profundamente ter escolhido palavras tão ruins. Eu sinceramente peço desculpas por ter ofendido todo e qualquer norte-americano, especialmente os afro-americanos, com meus comentários impróprios", disse Reid em um comunicado, publicado após alguns trechos do livro terem sido divulgados.

"Fui um simpatizante orgulhoso e entusiasta de Barack Obama durante a campanha e trabalhei o máximo que pude para avançar com a agenda legislativa do presidente", acrescentou ele.

Tudo o que sabemos sobre:
Barack ObamaHarry Reiddesculpas

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.