Senadores dos EUA se reúnem com autoridades da Arábia Saudita e do Catar

Uma delegação de senadores americanos liderada por John McCain se encontrou separadamente com o príncipe Salman, da Arábia Saudita, e o emir do Catar, durante uma excursão à região, com o objetivo de discutir o treinamento de rebeldes da Síria.

ASSOCIATED PRESS, Estadão Conteúdo

18 de janeiro de 2015 | 11h53

Um mensagem no Twitter oficial de McCain dizia que a delegação americana se encontrou com o chefe da Coalização Nacional da Síria, apoiada pelo Ocidente, Ahmed al-Jarba, e o comandante dos programas de treinamento e equipamento da Arábia Saudita. Os senadores americanos também se encontraram com o emir do Catar, Tamim bin Hamad al-Thani.

A delegação incluiu os senadores Lindsey Graham, Joe Donnelly, Angus King e Tim Kaine. Todos eles integram o Comitê de Serviços Armados do Senado, que McCain lidera.

A Arábia Saudita e o Catar são defensores constantes da oposição à Síria, que enfrenta quase quatro anos de guerra civil para remover o presidente Bashar Assad do governo.

Os encontros aconteceram no sábado, um dia depois de o Pentágono dizer que tropas americanas seriam enviadas a localidades na Turquia, Arábia Saudita e Catar, para ajudar a treinar rebeldes da Síria selecionados. O treinamento realizado por uma mistura de forças especiais e tropas convencionais dos Estados Unidos pode começar no início da primavera, segundo uma porta-voz do Pentágono.

Tudo o que sabemos sobre:
SÍRIAEUA

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.