Sentença do caso de morte britânico na China sai na 2a

Um tribunal chinês vai anunciar nesta segunda-feira a sentença contra Gu Kailai, acusada de matar um empresário britânico no ano passado, num escândalo que abalou a transição de poder no Partido Comunista.

JOHN RUWITCH, Reuters

19 de agosto de 2012 | 18h29

Ela é mulher do político Bo Xilai, investigado por corrupção e abuso de poder.

Gu pode ser condenada à pena de morte junto com Zhang Xiaojun, empregado da família.

Muitos advodagos, porém, têm dito que Gu provavelmente vai receber uma pena longa de prisão, porque relatos oficiais sobre o caso têm destacado que ela alega que estava tentando proteger o seu filho.

Gu admitiu ter envenenado o empresário Neil Heywood e alegou que, por causa de uma desavença econômica entre eles, o empresário havia ameaçado o filho dela, de acordo com relatos oficiais divulgados pela imprensa estatal. O advogado de Zhang afirmou que ele foi um mero cúmplice de Gu.

O julgamento de Gu servirá provavelmente como um preparativo para a punição formal contra Bo Xilai, político investigado por violação da discilpina partidária, uma acusação que abrange corrupção, abuso de poder, entre outras condutas. Depois da decisão do partido, Bo também pode ser julgado pelo caso de assassinato.

Tudo o que sabemos sobre:
CHINASENTENCAMORTE*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.