Separatistas muçulmanos atacam zonas eleitorais na Caxemira

Separatista muçulmanos atacaram nesta segunda-feira dois colégio eleitorais no sul da Caxemira indiana, matando um policial a tiros. Os ataques aconteceram horas antes do início das eleições regionais em Jamu e Caxemira. O policial atingido fazia guarda em uma escola no setor de Gursayeh, distrito de Poonch, um dos locais de votação. O outro ataque ocorreu no setor de Janiyal, distrito de Rajuri, onde os separatistas lançaram um foguete contra uma escola, mas ninguém ficou ferido. No fim da noite de domingo, soldados indianos afirmaram que nove rebeldes muçulmanos morreram na fronteira entre o Paquistão e a Índia. Ainda no domingo, dois guarda-costas morreram durante uma tentativa de atentado a uma ministra indiana.Cerca de 1,5 milhões de pessoas vão eleger 23 representantes ao parlamento regional em cinco distritos da Caxemira entre 160 candidatos. A segunda fase da eleição continua no próximo dia 24, depois no dia primeiro de outubro e a última etapa no dia 8 de outubro. O resultado deve ser anunciado em 11 de outubro.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.