Separatistas pró-Rússia matam 10 soldados ucranianos em ataque

Segundo Kiev, paraquedistas mudavam de bases quando foram emboscados; rebeldes disseram ter 'capturado bons troféus'

O Estado de S. Paulo

01 de agosto de 2014 | 09h01

KIEV - Separatistas pró-Rússia mataram pelo menos 10 paraquedistas ucranianos em uma emboscada durante a noite na região leste da Ucrânia, próximo ao local onde caiu o avião da Malaysia Airlines, disseram forças do governo nesta sexta-feira, 1. "Nossos soldados foram emboscados", afirmou Kiev em um comunicado no Facebook.

Os rebeldes anunciaram ter "capturado bons troféus" e forçado o recuo das forças do governo no entorno da cidade de Shakhtarsk. As autoridades ucranianas disseram que uma unidade de paraquedistas que se movia de uma base para outra foi alvo de projéteis de morteiro e tanques.

Shakhtarsk fica perto das terras de topografia ondulada onde o voo MH17 caiu em 17 de julho, matando 298 pessoas, numa região em que os combates estão intensos há vários dias em razão da operação do Exército ucraniano para tentar debelar a rebelião separatista.

Em outro episódio de violência, autoridades de Luhansk, um dos dois últimos bastiões dos rebeldes, disseram que cinco civis foram mortos e nove feridos nas últimas 24 horas.

Depois da queda do avião malaio, as forças do governo intensificaram a ofensiva militar na região leste da Ucrânia, forçando os rebeldes a abandonar diversas cidades e se concentrarem em Luhansk e Donetsk. /REUTERS

Tudo o que sabemos sobre:
crise na UcrâniaRússiaUcrânia

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.