Seqüestrada esposa do procurador-geral da Colômbia

A ex-ministra de Cultura e esposa do procurador-geral da Colômbia, Consuelo Araujo, foi seqüestrada nesta segunda-feira junto com pelo menos outras dez pessoas por supostos guerrilheiros que instalaram um bloqueio rodoviário no norte do país, informaram fontes oficiais. Araujo viajava numa caravana de veículos entre Patillal e Valledupar, uma capital estadual situada cerca de 680 quilômetros ao norte de Bogotá, depois de participar de uma procissão religiosa, informou à Associated Press um porta-voz da divisão regional anti-seqüestro. A informação, porém, ainda não foi confirmada oficialmente. "Há 95% de chances de que ela esteja entre os seqüestrados", disse à AP um militar que pediu para não ser identificado por razões de segurança.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.