Seqüestrado o ex-presidente do Congresso da Colômbia

O ex-presidente do Congresso da Colômbia, Ancízar López, foi seqüestrado na quinta-feira à noite por supostos guerrilheiros do Exército de Libertação Nacional (ELN), informou hoje o coronel Carlos Arévalo, diretor do grupo anti-seqüestros do Exército. "López foi seqüestrado perto de sua fazenda La Primavera, situada no município de Montenegro, por cinco indivíduos fortemente armados que aparentemente são membros do ELN", afirmou Arévalo.Montenegro está situado na zona cafeeira de Quindío, a cerca de 150 km a oeste de Bogotá, onde o ex-congressista se dedicava à produção de café. López, de 75 anos, foi um destacado dirigente do Partido Liberal - o maior do país - entre os anos 70 e 80 e ex-governandor do departamento (estado) de El Quindío, além de várias vezes senador.Foi raptado no mesmo dia do seqüestro de 12 deputados da Assembléia Legislativa do departamento de Valle del Cauca por rebeldes das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc), a maior e mais antiga guerrilha do país.Só este ano, já ocorreram na Colômbia 586 seqüestros, informou o coronel Arévalo. "A maioria dos reféns continua em poder da guerrilha", acrescentou. No ano passado, houve 3.040 seqüestros no país. Esse delito é uma fonte de financimento dos grupos guerrilheiros e dos delinqüentes comuns.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.