Seqüestradores de barco são condenados à prisão em Cuba

Seis seqüestradores, declarados culpados dentro de um grupo de cubanos repatriados, foram sentenciados a entre sete e 10 anos de prisão, confirmou hoje um funcionário do Tribunal da Província de Camagüey, no centro-oeste de Cuba, onde ocorreu o julgamento. Um grupo de cinco juízes entregou as sentenças na quarta-feira.Exilados cubanos protestaram contra a decisão de Washington de devolver os homens, no mês passado, à ilha comunista. Temia-se que fossem condenados à morte por terem se apoderado e um barco para tentar chegar aos Estados Unidos.Os promotores cubanos cumpriram a promessa feita ao governo americano e pediram entre sete e 10 anos de prisão para os homens, que foram interceptados pela Guarda Costeira dos EUA em 16 de junho no Estreito da Flórida.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.