Sequestradores de clã tribal filipino libertam 2 reféns

Clã tribal retêm ainda 46 pessoas do grupo sequestrado há dois dias na ilha de Mindanao, no sul das Filipinas

EFE,

12 de dezembro de 2009 | 07h45

Dois reféns foram libertados durante a noite pelos pistoleiros de um clã tribal, que retêm ainda 46 pessoas do grupo sequestrado há dois dias na ilha de Mindanao, no sul das Filipinas, informaram neste sábado, 12, fontes oficiais.

 

Os reféns, entre os quais há apenas uma mulher, estão bem e recebem alimentos e água das autoridades, que têm cerca de 400 soldados rodeando a região florestosa de um monte perto de dois quilômetros do povoado mais próximo onde estão entrincheirados, na província de Agusan do Sul.

 

O grupo de delinquentes é dirigido por Ondo Perez, um antigo membro de milícias governamentais que organizou um grupo que é procurado em Agusan do Sul por vários roubos e assassinatos.

 

Ondo Perez exigiu que sejam retiradas as acusações que pesam contra eles e que se desarme e detenha um grupo rival, para o que deu prazo de uma semana.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.