Seqüestradores dizem que explodirão ônibus pela manhã

Um dos dois homens armados que seqüestraram um ônibus disse que explodirá o veículo se não receber um resgate de um milhão de euros até as 8h00 da manhã de quinta-feira, hora local (2h00, horário de Brasília). O seqüestrador, um albanês identificado apenas como Hassan, afirmou que não libertará mais nenhum refém até receber o dinheiro. Seis passageiros continuam em poder dos criminosos, que já soltaram 17 pessoas ao longo de mais de 13 horas de impasse. "Vou esperar até as 8h00, quando os bancos abrem, e me tragam um motorista e o dinheiro. Se não, acenderei o pavio", disse o homem, por telefone celular. "Não vou deixar mais ninguém sair".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.