Seqüestradores libertam 59 de 60 reféns ao norte de Bagdá

O grupo de homens armados que seqüestrou nesta quinta-feira 60 empregados de uma refinaria de petróleo ao norte de Bagdá, libertou 59 deles, segundo fontes policiais.Os seqüestradores mantiveram como refém, por causas desconhecidas, o chofer de um dos ônibus nos quais viajavam os funcionários da refinaria de Biji, a 200 quilômetros da capital, quando foram seqüestrados, segundo as fontes."Os seqüestradores decidiram libertá-los após inspecionarem suas carteiras de identidade, cinco horas após o seqüestro", disse uma fonte da polícia da província de Salahedin, onde está localizadaBiji.A fonte indicou que entre os libertados há iraquianos árabes, turcomanos, sunitas e xiitas.SequestrosCentenas de trabalhadores de instituições governamentais iraquianas foram seqüestrados ou assassinados por grupos da insurgência que os acusam de "colaborar com a ocupação".Um grupo armado tinha seqüestrado há duas semanas dezenas de funcionários do Ministério de Indústria no norte da capital. Os corpos de alguns deles, com tiros, foram achados nos últimos dias em Bagdá.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.