Seqüestradores teriam entregue jornalistas franceses

O editor do jornal Le Figaro, Jean de Belot, afirmou que os terroristas que mantinham como reféns os repórteres Christian Chesnot e Georges Malbrunot os entregaram para um grupo de oposição muçulmano sunita no Iraque. "É algo extremamente positivo", avaliou Belor à Rádio France-Info. "Mas temos de ser prudentes nesse tipo de situação, confusa porque sabemos bem que até que as boas notícias cheguem, não podemos estar absolutamente garantidos". Mais cedo, em Amã, o chanceler francês, Michel Barnier, havia informado que os dois jornalistas "estão vivos, em boas condições de saúde e estão sendo bem tratados".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.