Sequestrados líderes de grupos reformistas iranianos

Ao menos 10 líderes de dois grupos reformistas iranianos que apoiavam o candidato derrotado à presidência Mir Hossein Mousavi foram sequestrados, disse um membro de um dos grupos neste domingo. Há informações não oficiais de que Mousavi também tenha sido sequestrado.

AE-DOW JONES, Agencia Estado

14 de junho de 2009 | 03h16

"Ao menos 10 membros da Frente de Participação do Irã Islâmica e da Organização dos Mujahedines da Revolução Islâmica foram sequestrados ontem", disse Rajab Ali Mazroei, integrante da Frente.

Os grupos tinham dado seu apoio leal a Mousavi da disputada eleição presidencial de sexta-feira a qual o ex-primeiro ministro perdeu para o candidato à reeleição Mahmoud Ahmadinejad entre alegações de fraude eleitoral.

Muitos desses sequestrados mantiveram posições importantes nas duas gestões do presidente reformista Mohammad Khatami, que governou de 1997 a 2005.

Entre ele estão Behzad Nabavi, um ex-presidente do Parlamento; Mohsen Mirdamadi, que presidiu a Frente e a comissão de política externa do Parlamento sob o governo de Khatami, e o porta-voz do governo Khatami Abdollah Ramezanzadeh.

Mazroei disse que o irmão mais novo de Khatami Mohammad Reza Khatami pode estar entre os sequestrados. "Eu tinha um encontro com Khatami esta manhã mas ele não apareceu e não consegui falar com ele pelo telefone. Ele está provavelmente entre os sequestrados", disse.

A Frente Iraniana Islâmica de Participação foi fundada em 1998, um anos depois de Khatami ser eleito. A Frente obteve mais de cem cadeiras de 290 do Parlamento nas eleições de 2000.

Tudo o que sabemos sobre:
IRÃSEQUESTROLÍDERES

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.