Seqüestrados oito trabalhadores no sul do Afeganistão

Quatro trabalhadores albaneses e quatro afegãos foram seqüestrados no sul do Afeganistão, informou neste domingo a agência de notícias local Afghan Islamic Press (AIP). Em entrevista coletiva, o governador de Kandahar, Haji Asadullah Khalid, confirmou o desaparecimento no sábado dos oito trabalhadores quando estes iam da província de Helmand para Cabul, a capital afegã. Meios de comunicação locais informaram que os seqüestrados trabalhavam para a empresa alemã de tratamento de esgoto Ecolog. "Não está claro se eles foram seqüestrados na província de Kandahar ou na de Helmand", disse Khalid, que acrescentou que os trabalhadores não informaram às autoridades de Cabul, Kandahar ou Helmand sobre sua viagem, razão pela qual não receberam escolta. O porta-voz dos talebãs, Qari Muhammad Yousaf, que reivindicou a autoria do eqüestro, disse neste domingo à AIP que os reféns foram levados para um lugar seguro e que todos estão bem. Por enquanto não há informações sobre pedidos de resgate. O porta-voz do Ministério do Interior do país, Yousif Stanikzai, disse à EFE que as agências de segurança estão investigando o ocorrido e que, "por enquanto, não é possível dar informações".

Agencia Estado,

12 Março 2006 | 09h15

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.