Sequestro de criança nos EUA chega ao 4º dia

Continua sem solução neste sábado o caso do homem que mantém como refém um menino de cinco anos em um abrigo subterrâneo numa área rural do Estado norte-americano do Alabama. O impasse começou na última terça-feira, quando Jimmy Lee Dykes, um veterano da Guerra do Vietnã, fugiu levando consigo a criança após ter supostamente matado a tiros um motorista de ônibus escolar.

AE, Agência Estado

02 de fevereiro de 2013 | 16h58

A polícia se comunica com Dykes, que se escondeu com a criança numa casa de sua propriedade, por meio de um tubo de ventilação, mas não revela detalhes das delicadas negociações. Dykes, de 65 anos, se recusa a se entregar ou libertar o garoto.

Um dos vizinhos de Dyke o descreveu como uma figura ameaçadora, que tem opiniões contrárias ao governo, e relatou que o suspeito passou dois ou três meses construindo o abrigo onde se refugiou com a criança.

Autoridades locais dizem que o abrigo tem eletricidade, alimentos e um aparelho de TV e acreditam que os sinais são de que o impasse poderá perdurar por mais tempo. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
EUAsequestro

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.