, O Estado de S.Paulo

19 de abril de 2010 | 00h00

As denúncias de sequestro aumentaram 90% no México nos três primeiros anos da presidência de Felipe Calderón. Segundo o jornal mexicano Milenio, durante o governo do ex-presidente Vicente Fox (2000-2006), foram registrados 2.593 sequestros. Entre 2007 e 2009, foram denunciados 2.455 sequestros - Calderón assumiu em dezembro de 2006. Segundo dados do Plano Nacional de Desenvolvimento (PND), o número aumentou 40% entre 2008 e 2009, passando de 838 sequestros para 1.181.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.