Seqüestros frustram conversas entre Tóquio e Pyongyang

As conversas bilaterais iniciadas em Hanói por Japão e Coréia do Norte para normalizar as relações entre osdois países terminaram nesta quinta-feira, 8, sem qualquer tipo de acordo, devido à exigência japonesa de que o regime norte-coreano devolva os japoneses seqüestrados entre 1970 e 1980.O embaixador da Coréia do Norte no Vietnã, Song Il Ho, disse aos jornalistas que a posição japonesa é "pouco razoável", já que os seqüestrados já foram entregues ou morreram há anos."O assunto não pode ser resolvido. Não poderemos aceitar umaposição desse tipo", disse Song.Koichi Haraguchi, chefe da delegação japonesa, deverá dar uma declaração oficial à imprensa. O Japão insiste que as relações diplomáticas não serão normalizadas se a Coréia do Norte não cooperar para resolver os casos dos seqüestrados.A Coréia do Norte admitiu ter seqüestrado 13 japoneses, e hácinco anos devolveu cinco deles. Os outros teriam morrido. Mas o Japão diz que podem ser mais os seqüestrados e que alguns podem estar vivos.As conversas bilaterais são um componente fundamental do recente acordo para o fim do programa nuclear norte-coreano.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.