Sérgio Vieira de Mello está morto

O representante da ONU no Iraque, o brasileiro Sérgio Vieira de Mello, morreu. Vieira de Mello foi vítima de um atentado suicida cometido pelo motorista caminhão cheio de explosivos, detonado em frente ao hotel onde estão as instalações da ONU em Bagdá. Além do brasileiro, morreram pelo menos mais 19 pessoas.Mello havia sido nomeado para o posto no Iraque pelo próprio secretário-geral das Nações Unidas, Kofi Annan, em 27 de maio deste ano. Doutor em Filosofia e Ciências Humanas pela Sorbonne, em Paris, Vieira de Mello era funcionário de carreira da ONU desde 1969. Nunca teve vínculos com o Ministério de Relações Exteriores do Brasil. Ele atuou por vários anos no órgão da ONU de ajuda aos refugiados, em operações no Paquistão, Sudão, Líbano, Kosovo, Bósnia e Camboja. Destacou-se como administrador interino da ONU em Timor Leste, entre 1999 e 2002. Leia a última entrevista de Sérgio Vieira de Mello, dada ao repórter Jamil Chade, da Agência Estado, e publicada no último domingo, dia 17.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.