Khalil Al-A´Nei/Efe
Khalil Al-A´Nei/Efe

Série de ataques mata pelo menos 42 pessoas no Iraque

Ministro iraquiano da Saúde saiu ileso de uma tentativa de assassinato com um carro-bomba

Efe,

19 de abril de 2012 | 06h30

Texto atualizado às 17h20

Bagdá - Pelo menos 42 pessoas morreram e 141 ficaram feridas nesta quinta-feira, 19, em uma série de atentados em diferentes pontos de Bagdá e na província de Salah ad-Din, ao norte da capital iraquiana, segundo uma fonte do Ministério do Interior do Iraque.

Três pessoas morreram e 20 ficaram feridas pela explosão de um carro-bomba perto de um hotel que abriga visitantes xiitas no bairro de Al Kazimiya, no norte de Bagdá. Outro carro-bomba explodiu diante de um grupo de operários no bairro de Amel, no sul de Bagdá, matando duas pessoas e deixando 17 feridas.

No bairro de Al Taji, 20 quilômetros ao norte de Bagdá, cinco pessoas morreram e nove ficaram feridas quando um suicida detonou o cinto de explosivos que levava junto ao corpo. No mesmo bairro, uma pessoa perdeu a vida e cinco ficaram feridas pela explosão de dois artefatos.

O ministro da Saúde iraquiana saiu ileso de uma tentativa de assassinato com um carro-bomba que explodiu à passagem de seu comboio pela Rua Haifa. Dois guarda-costas do ministro morreram no atentado e quatro ficaram feridos.

No leste da capital, duas pessoas perderam a vida e seis sofreram ferimentos pela explosão de um carro-bomba na Rua Palestina, enquanto na região de Al Ghazaliya, no oeste de Bagdá, dois terroristas morreram na explosão de uma bomba que utilizariam em um ataque.

Na província de Salah ad-Din, dois carros-bomba explodiram em diferentes pontos da cidade de Samarra, matando cinco pessoas e deixando outras cinco feridas. Em outro ataque, três policiais não resistiram à explosão de uma bomba que atingiu o veículo no qual viajavam pelo oeste de Samarra.

Além disso, um soldado iraquiano morreu na explosão de uma bomba perto de um posto de controle na zona de Al Ishaqui, 70 quilômetros ao sul de Tikrit, capital de Salah ad-Din, enquanto outra pessoa faleceu em um ataque perpetrado com uma bomba na zona de Al Dujail, 100 quilômetros ao sul de Tikrit.

Na cidade de Baquba, na província de Diyala, ao nordeste de Bagdá, uma pessoa morreu e outras 11 ficaram feridas em um atentado perpetrado por um suicida que levava um cinto de explosivos junto ao corpo.

Em mais um ataque, um policial faleceu e outros três ficaram feridos por disparos de homens armados contra um posto de controle na zona de Al Hadid, 10 quilômetros ao noroeste de Baquba.

Na região de Mansureyet al-Yabal, 45 quilômetros ao nordeste de Baquba, vários insurgentes invadiram a casa de um membro dos chamados "Conselhos de Salvação", que colaboram com a Polícia na luta contra os terroristas, e o mataram.

Mais 19 pessoas, entre elas dois soldados iraquianos, ficaram feridas pela explosão de vários artefatos em diferentes bairros de Baquba.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.