Série de atentados mata ao menos 11 no Iraque

Pelo menos 11 pessoas morreram e cerca de 15 ficaram feridas em quatro atentados ocorridos em cidades diferentes do Iraque nesta terça-feira. No pior deles, oito pessoas da mesma família morreram no município de Tirkit, após a explosão de uma bomba perto da casa de um oficial da polícia. A bomba arrasou a casa do coronel Qais Rashid e matou um bebê de seis meses, sobrinho do coronel. Segundo informações da polícia local, todas as vítimas eram parentes de Rashid, incluindo a mãe, o pai, e os irmãos. O coronel sobreviveu ao atentado.

AE-AP, Agência Estado

19 de outubro de 2010 | 11h35

Tirkit é a cidade natal do ex-líder do país, Saddam Hussein, e está localizada 130 quilômetros ao norte da capital Bagdá. Hoje também, em Samarra, 95 quilômetros ao norte de Bagdá, uma bomba atingiu uma patrulha de polícia, matando dois policiais e ferindo outros dois. Em outro caso isolado de violência, um segurança de um banco de Kirkuk foi morto a tiros, perto de sua casa. Os informantes do governo iraquiano que relataram esses casos pediram anonimato.

Na capital, duas bombas feriram pelo menos 12 peregrinos iranianos em dois ônibus. O ataque contra os fiéis iranianos ocorreu um dia após o primeiro-ministro do Iraque, Nouri al-Maliki, realizar uma visita breve ao Irã, onde ele buscava apoio para o segundo mandato.

Tudo o que sabemos sobre:
Iraqueatentadosbombasmortes

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.