Série de explosões deixa mais de cem mortos em Bagdá

Uma série de explosões sacudiu Bagdá nesta manhã, provocando a morte de mais de cem pessoas e ferindo quase 200, informaram autoridades locais. De acordo com policiais e emissoras locais de rádio, diversos carros-bomba explodiram em diferentes pontos da capital iraquiana num intervalo de poucos minutos. Uma fonte no Ministério de Interior do Iraque disse à AFP que 101 pessoas morreram e 182 ficaram feridas em cinco explosões de carros-bomba.

AE, Agencia Estado

08 de dezembro de 2009 | 09h04

Moradores afirmaram ter ouvido pelo menos três detonações por volta das 10h45 locais. Há informações conflitantes sobre os locais atacados e ainda não foi possível mensurar com exatidão a extensão dos danos, mas a intensidade e a proximidade das explosões apontam para uma ação coordenada.

A série de explosões ocorre na esteira de ataques de vulto perpetrados na capital iraquiana ao longo dos últimos meses. Em agosto, dois ministérios foram atacados em uma ação coordenada. No fim de outubro, insurgentes agiram perto da prefeitura. Ambos os atentados deixaram mais de cem mortos.

As ações levaram o governo iraquiano a acusar os rebeldes de tentarem causar distúrbios nos meses que antecedem as eleições no país, que devem ser realizadas no início de 2010. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
IraqueBagdáexplosõesmortes

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.