Série de explosões matam dois e ferem 100 na Índia

Região de mercado popular é atingida por quatro ataques; dez dos feridos estão em estado crítico

Associated Press e Efe,

01 de outubro de 2008 | 13h45

A polícia indiana afirmou que uma série de explosões nesta quarta-feira, 1, matou pelo menos duas pessoas e feriu pelo menos 100 em uma região comercial bastante movimentada no nordeste do país.   A primeira das quatro explosões aconteceu por volta das 19h30 (horário local), em um mercado popular, enquanto os outros três foram promovidas simultaneamente nos arredores do local do primeiro ataque nos próximos 90 minutos.   Um policial afirmou que pelo menos duas pessoas morreram e mais de 100 foram feridas, dez delas em estado crítico. As forças de segurança isolaram as áreas onde ocorreram as explosões e os comércios fecharam suas portas ao público.   O ataque desta quarta ocorre no mesmo dia do anúncio da vitória eleitoral do Partido Comunista da Índia (Marxista) nas eleições parciais realizadas em Agartala e outras áreas municipais. Os comunistas obtiveram 123 dos 135 assentos que estavam em jogo no Prefeitura da capital regional, no Conselho do Distrito Autônomo das Áreas Tribais de Tripura e em outras localidades.   Nos Estados do nordeste indiano, operam cerca de 20 grupos separatistas que recorrem a atentados contra alvos civis, além de ataques às forças de segurança. Nenhum deles assumiu até o momento a responsabilidade pelos atentados.   A Índia foi atingida por uma onda de atentados recentemente. O último deles matou seis pessoas e feriu 45 na noite de segunda-feira nas cidades de Malegaon e Modasa.

Tudo o que sabemos sobre:
Índiaatentado

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.