Série de explosões na Índia atinge templos budistas

Uma série de explosões atingiu três locais budistas no leste na Índia nesse domingo, ferindo duas pessoas. Quatro explosões ocorreram no templo Mahabodhi e outras quatro nas proximidades do templo Karma, informou o oficial de polícia S.K. Bhardwaj. Duas bombas que não foram detonadas também foram encontradas.

Agência Estado

07 de julho de 2013 | 12h57

Bhardwaj disse que houve ainda a danificação de um portão de um templo em Bodhgaya, cidade a 130 quilômetros do sul de Patna, a capital do Estado de Bihar. Nenhum outro dano foi reportado sobre os locais budistas.

Um tibetano e um peregrino de Mianmar tiveram ferimentos leves nas explosões ocorridas no templo Mahabodhi e foram levados ao hospital, informou Bhardwaj. Também em Mahabodhi as bombas atingiram um ônibus vazio de turistas. O templo é patrimônio mundial da Unesco e conhecido como o local onde Buddha alcançou a iluminação.

O primeiro-ministro Manmohan Singh condenou fortemente as explosões, dizendo que ataques a locais religiosos jamais serão tolerados.

Os templos budistas atraem um grande número de peregrinos, especialmente do Japão, Tailândia, Sri Lanka e Mianmar, mas o período de peregrinação começa em setembro.

O ministro do interior, R.P.N. Singh, disse que nenhum grupo reivindicou a responsabilidade pelos ataques e uma investigação está sendo instaurada para determinar os envolvidos no caso. Fonte: Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
Índiaexplosões

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.