Serra Leoa registra 66 mortes por cólera desde janeiro

O Ministério da Saúde de Serra Leoa informou que um surto de cólera atingiu mais de 3.800 pessoas e matou 66 desde janeiro. A pasta disse que está "muito preocupada" porque o surto se espalhou rapidamente e agora também chegou a densamente povoada capital da nação do oeste africano. O ministério afirmou que o número de casos suspeitos de cólera em Freetown disparou em três semanas de 3 para 410, resultando em 9 mortes.

AE, Agência Estado

21 de julho de 2012 | 12h22

O comunicado da pasta, divulgado nesta sexta-feira, disse que todas as medidas para conter o surto vão ser tomadas, mas a doença pode se espalhar rápido em áreas urbanas "com a falta de higiene e saneamento, especialmente durante a (atual) temporada chuvosa". As informações são da Associated Press.

Mais conteúdo sobre:
Serra Leoamortescólerasurto

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.