Sérvia confirma entrega de Milosevic a Haia

Desconsiderando apelações judiciais, o governo da Sérvia entregou hoje o ex-presidente iugoslavo Slobodan Milosevic a uma autoridade do tribunal de crimes de guerra da ONU, no início de sua extradição para a corte baseada na Holanda, para ser julgado por supostas atrocidades cometidas em Kosovo. "O ex-presidente iugoslavo foi entregue ao tribunal de Haia", afirmou o porta-voz do governo sérvio, Nemanja Kolesar.Repórteres na Prisão Central de Belgrado viram um comboio deixando o prédio, mas não foi possível constatar se Milosevic estava dentro de um dos carros. Também não estava claro se ele ainda estava na Sérvia ou já estava a caminho de Haia.A confirmação da entrega de Milosevic foi feita poucas horas depois que ele havia ganho mais tempo em sua luta para evitar seu julgamento pelo tribunal, quando juízes suspenderam um decreto-lei do governo federal autorizando sua extradição.Numa reação inicial, um advogado de Milosevic, Toma Fila, afirmou: "Não posso acreditar que isso tenha acontecido". Outro advogado de Milosevic, Branimir Gugl, acusou as autoridades de terem sequestrado seu cliente. "O processo de extradição sem a preseça de advogados equivale a um sequestro", disse.A decisão de extraditar o ex-presidente iugoslavo partiu do governo da Sérvia, que junto com Montenegro formam a Federação Iugoslava. Autoridades sérvias vinham afirmando que entregariam Milosevic ao tribunal de Haia mesmo se a Corte Constitucional federal suspendesse o decreto, acatando apelação dos advogados do ex-presidente.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.