Sérvia eleva a 10 milhões de euros recompensa por criminoso de guerra

Captura de acusado pelo massacre de Srbrenica é requisito para entrada do país na UE

estadão.com.br,

28 de outubro de 2010 | 12h47

BELGRADO - O governo da Sérvia aumentou nesta quinta-feira, 28, de 1 milhão para 10 milhões de euros a recompensa pela captura do criminoso de guerra mais procurado da europa, o ex-general Ratko Mladic.

Ele é acusado de comandar o massacre de Srbrenica, durante a guerra da Bósnia (1992-1995), no qual morreram 8 mil muçulmanos, e de organizar o cerco de três anos a Sarajevo.

A recompensa pela captura do líder rebelde servo-croata Goran Hadzic também foi elevada de 250 mil para 1 milhão de euros. Ele e Mladic são os últimos criminosos de guerra do conflito ainda e liberdade.

A captura e extradição de Mladic, líder militar dos servo-bósnios durante a guerra, é uma das condições para a entrada da Sérvia na UE. Acredita-se que ele esteja escondido no país.

Com Efe e AP

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.