Sérvia ordena extradição de Karadzic a tribunal da ONU

Um promotor de crimes de guerra afirmou hoje que a Justiça sérvia ordenou a extradição do líder servo-bósnio Radovan Karadzic ao Tribunal Penal Internacional para a ex-Iugoslávia (TPII). O promotor Vladimir Vukcevic disse que um juiz emitiu a ordem para que o suspeito seja entregue em Haia, Holanda, onde funciona a sede do tribunal operado pela Organização das Nações Unidas (ONU). Sveta Vujacic, advogado de Karadzic, informou que recorrerá da ordem. O ex-líder servo-bósnio tem três dias para recorrer.Karadzic era o último dos líderes políticos servo-bósnios procurados pelo tribunal da ONU sob suspeita de envolvimento nos crimes de guerra e no genocídio cometidos na década de 1990 nos Bálcãs em meio à desintegração da Iugoslávia. Karadzic é suspeito de ter ordenado matanças de milhares de muçulmanos e de croatas na Guerra da Bósnia, entre 1992 e 1995. Ele estava foragido desde 1998.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.