Sérvia pede à ONU para inibir ações separatistas

O ministro das Relações Exteriores da Sérvia, Vuk Jeremic, conclamou hoje aos mais de 120 países que não reconhecem a independência de Kosovo a apoiarem uma resolução da Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU) com o objetivo de declarar a "secessão unilateral" um meio inaceitável para a solução de disputas territoriais.

AE-AP, Agência Estado

29 de julho de 2010 | 18h39

Em entrevista, Jeremic defendeu que o apoio a tal resolução é a melhor forma de se fechar o que chamou de "caixa de Pandora" aberta pela Corte Internacional de Justiça (CIJ) na semana passada, quando o tribunal subordinado à ONU considerou legal a declaração de independência de Kosovo, feita em fevereiro de 2008.

O chanceler sérvio observou que há cerca de cem movimentos separatistas em dezenas de países do mundo. A melhor forma de impedir que eles sigam o caminho dos kosovares é concedendo apoio à resolução, segundo Jeremic. Ele admitiu, no entanto, que a aprovação do tema pela ONU será difícil.

Tudo o que sabemos sobre:
independênciaKosovoSérviaONU

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.