Sérvia renomeia órgãos e instituições após cisão com Montenegro

O governo sérvio renomeou ou acabou nesta quinta-feira com instituições anteriormente divididas com Montenegro - reflexo da recente separação entre as duas repúblicas. O Exército da Sérvia e Montenegro, por exemplo, passou a se chamar Exército sérvio. Da mesma maneira, nomes de vários comitês e conselhos antes divididos com Montenegro também foram encolhidos para eliminar a referência ao vizinho recém-emancipado.Sérvia e Montenegro permaneceram unidas quando quatro outros Estados dos Bálcãs se declaram independentes da Iugoslávia em 1991.O pequeno centro administrativo da Sérvia e Montenegro, que comandava a defesa e políticas exteriores, deixou oficialmente de existir. Cada república manterá as bases militares em seus próprios territórios, enquanto centenas - possivelmente milhares - de soldados serão realocados. As duas novas repúblicas têm também várias minorias sob proteção dos direitos humanos. Ambas se relacionam com a União Européia e com a corte de crimes de guerras das Nações Unidas. A Sérvia continua como membro da ONU e de outras organizações internacionais, enquanto Montenegro - que iniciou a cisão - precisa entrar com um pedido para se tornar membro. O processo se completará dentro de seis semanas, embora funcionários dos governos de ambos os países tenham prevenido que uma total divisão das forças armadas, das missões diplomáticas, propriedades e responsabilidades podem levar vários meses.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.