Sérvio é considerado culpado por crimes de guerra

Um ex-prefeito sérvio foi considerado culpado pela deportação e trabalhos forçados de albaneses étnicos durante a guerra de Kosovo, informou um funcionário da Organização das Nações Unidas (ONU). Num novo julgamento realizado numa corte da província sérvia de Kosovo, atualmente governada pela ONU, Andjelko Kolasinac foi sentenciado a oito anos de prisão, disse Andrea Angeli, porta-voz da missão da ONU em Kosovo. Um comitê internacional de jurados considerou Kolasinac culpado de três acusações - deportação e registro de albaneses étnicos para deslocamento forçado, trabalho forçado e incapacidade de impedir saques das propriedades abandonadas - por crimes cometidos quando ele era prefeito de Orahovac, disse Angeli.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.