Sérvios vão em massa às urnas para eleições gerais

Os sérvios compareceram em massa neste domingo para votar nas eleições gerais, tendo de escolher entre um governo pró-Ocidente e outro que traria de volta ao poder ex-aliados nacionalistas do falecido homem forte dos Bálcãs, Slobodan Milosevic.

AE, Agência Estado

06 Maio 2012 | 13h18

As eleições presidenciais, parlamentares e municipais vão determinar o ritmo que a Sérvia imprimirá às reformas econômicas e sociais exigidas pela União Europeia, depois do isolamento que sofreu na década de 1990 sob o comando da política belicista de Milosevic.

A votação também pode determinar se a Sérvia continuará a se reconciliar com seus vizinhos e rivais do tempo de guerra, incluindo a antiga província de Kosovo, que declarou independência em 2008. No poder, Milosevic recrutou paramilitares nacionalistas para suas guerras na Croácia, Bósnia e Kosovo, que deixaram mais de 120 mil mortos e milhões de desabrigados.

Os dois principais contendores nas eleições presidenciais e parlamentares são o atual presidente Boris Tadic - que tenta conquistar um terceiro mandato - e seu Partido Democrático, favorável à UE, e o oposicionista Tomislav Nikolic, um ex-aliado de Milosevic cujo Partido Progressivo, de direita, tem capitalizado sobre os problemas econômicos europeus, que fizeram o bloco perder seu apelo para muitos sérvios.

As pesquisas indicam que a disputa entre Tadic e Nikolic será acirrada. Ambos demonstraram confiança ao votar neste domingo, em Belgrado.

Tadic declarou aos repórteres não esperar "nada além da vitória". "Uma vida melhor, um padrão de vida melhor é nosso objetivo estratégico...faremos tudo que for possível", disse o atual presidente, de 54 anos.

O desafiante Nikolic, que já perdeu para Tadic em outras duas disputas presidenciais, disse sentir que "desta vez será a vez (dele)".

O pleito ocorre em meio à profunda crise econômica da Sérvia, que enfrenta uma taxa de desemprego de 24% e o descontentamento geral da população com a queda no padrão de vida. As informações são da Associated Press e Dow Jones.

Mais conteúdo sobre:
eleiçõesSérvia

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.