Sete estrangeiros são sequestrados na Nigéria

Homens armados atacaram o acampamento de uma empresa de construção em uma região rural no norte da Nigéria, matando um segurança e sequestrando sete trabalhadores estrangeiros de origem inglesa, grega, italiana e libanesa, segundo informações das autoridades locais. Esse é o maior sequestro na região, que vive sob ataque de extremistas islâmicos.

AE, Agência Estado

17 de fevereiro de 2013 | 11h56

A ação ocorreu no sábado, em Jama''re, uma cidade rural do estado de Bauchi. Inicialmente, os homens armados atacaram uma prisão local, queimando dois caminhões da polícia, disse o porta-voz da corporação, Hassan Muhammed. Em seguida, o alvo foi o acampamento de uma companhia de construção chamada Setraco, que está na região para as obras de uma estrada. O segurança da empresa morreu com um tiro e os sete estrangeiros froam levados como reféns.

Adamu Aliyu, o líder do governo local, que inclui Jama''re, identificou os sequestrados como um britânico, um grego, um italiano e quatro libaneses.

A agência de notícias italiana Ansa noticiou que as autoridades da Itália confirmaram o sequestro de um italiano. A agência citou o ministro de Relações Exteriores, Giulio Terzi, dizendo que a segurança dos reféns deve ser "prioridade absoluta". Os departamentos de relações exteriores da Inglaterra e da Grécia disseram neste domingo que estão acompanhando o sequestro.

O norte da Nigéria, ocupado predominantemente por muçulmanos, está sob ataque da facção islâmica radical conhecida como Boko Haram no último um ano e meio. O fraco governo central tem sido incapaz de parar a campanha sangrenta do grupo guerrilheiro. A facção é acusada de matar pelo menos 792 pessoas em 2012, de acordo com levantamento da Associated Press. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
sequestroestrangeirosNigéria

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.